Na sequência do trabalho de transmissão em andamento nos últimos anos e centrando-o, em 2020, no tema da Escola, ‘A escrita do fantasma’, focalizaremos duas dimensões implicadas no fantasma: a dimensão estrutural, por um lado e, por outro, sua singularização nas marcas próprias a cada um, essa última bem destacada nas formulações sobre alíngua. As duas dimensões já se encontram desdobradas em textos de Freud, como “Bate-se numa criança” e “Lembranças encobridoras”, e são sucessivamente retomadas por Lacan ao longo de seu ensino. Trabalharemos, neste ano, algumas dessas elaborações que enfatizam ora os elementos ready made, prêt-à-porter, empregados no fantasma, ora os fragmentos singulares advindos da experiência de cada sujeito.

 

 

Olga Maria M. C. Souza Soubbotnik

Início: março
Vitória/ES – Sábados às 14:00h (mensal)