O Colegiado da Escola Letra Freudiana anuncia com profundo pesar aos membros, participantes e amigos o falecimento de Bernardina da Silveira Pinheiro.

Transcrevemos a letra de Bernardina como se lê em “Bloomsday”, in: Lugar, Revista n.42:

“A Letra me recebeu de braços abertos desde o princípio. Tudo começou quando fui convidada para falar sobre Joyce, pois estavam trabalhando o seminário O Sinthoma de Jacques Lacan. Fiz uma palestra e então nasceu a nossa amizade. Comecei um cartel com Eduardo Vidal e membros da Letra e depois fizemos a leitura de Ulyses. Quando decidimos comemorar o Bloomsday, a Escola se prontificou gentilmente a oferecer, nos meses de junho, o Lugar, que aceitei com muito prazer. Então fizemos a comemoração do Bloomsday na Escola Letra Freudiana, que dali em diante ficou como uma segunda casa para Joyce.”

Com essas palavras de Bernardina, homenageamos a presença e o entusiasmo na sua transmissão da letra de James Joyce.

Assídua colaboradora da Escola, Bernardina ofereceu, generosamente, saber, talento e admiração por uma obra enigmática e complexa que revolucionou as línguas e a literatura do século XX e da qual ela foi uma virtuosa tradutora.

Seu trabalho constante em cartel e conferências impulsionou a produção de duas publicações que enlaçam a leitura crítica de James Joyce com a elaboração teórica de Jacques Lacan.

Por tudo, um agradecimento, sempre.

Escola Letra Freudiana

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *