A Escola Letra Freudiana manifesta o repúdio à proposta de revogação de políticas públicas no campo da saúde mental.

“A psicanálise não inventa o laço social mas faz com que os laços sociais existentes possam ser interrogados a partir desse saber.”*

Já nos alertava o dizer de Lacan ao se referir à psicose, em 1977, como “aquilo diante do que um analista não deve jamais recuar”.

Seguem dois abaixo assinados em repúdio à revogação.

https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLSc8y5p4Nn2AId6pd4VbeOpuOsiV_3f0_J55t4Z6bLr9WZGcYQ/viewform

https://www.change.org/p/minist%C3%A9rio-da-sa%C3%BAde-em-defesa-da-reforma-psiqui%C3%A1trica-e-da-luta-antimanicomial?utm_content=cl_sharecopy_26189611_pt-BR%3A3&recruiter=54454661&utm_source=share_petition&utm_medium=copylink&utm_campaign=share_petition

Colegiado
Escola Letra Freudiana

*. política e psicanálise, efeitos d’Escola. Revista da Escola Letra Freudiana, nº 44. Rio de Janeiro: 7 Letras, 2012.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *