A dominância do saber científico traz como efeito a universalização do sujeito, promove profundas reorganizações das hierarquias sociais, dando uma certa ideia de igualdade social, dirige nossa vida cotidiana e a produção dos objetos a subordinados à economia contemporânea.

Em razão dessa estrutura, os ditos progressos da ciência vão traduzir-se por um certo mal-estar.

É preciso interrogar essa universalização do sujeito da ciência, manejada pelos meios econômicos, que vela a ‘relação’ do sujeito com o objeto a.

Para tal, propomos para esse ano, trabalharmos os discursos, a partir do seminário de Lacan O avesso da psicanálise.

 

 

Ana Lucia de Souza

Início: 11 de março
Quartas-feiras às 10h30 (quinzenal)